domingo, 23 de novembro de 2014

POBRE PAÍS











A decadência do regime e das suas ditas "elites" mal começou.
Sem um estado de direito e governos credíveis, com a desagregação social em curso, com a economia à beira da agonia, com o roubo e corrupção à solta de forma descarada perpretada por políticos oportunistas sem carreira, gestores publicos, banqueiros, altos e baixos funcionários da administração pública, e com a passividade deste povo que não se indigna nem expressa a sua revolta nas urnas e/ou na rua, fazer o quê?
Esperar de braços cruzados por um regime forte e autocrático, para não dizer ditadura, personificado em mais um sebastiânico "homem previdente", que eventualmente poderá conduzir este desgraçado país a uma solução de submissão nacional ou internacional autoritária "não revogável" ????? ...... pobre pais.

João Saltão

Sem comentários:

Enviar um comentário