quarta-feira, 10 de agosto de 2011

A histórica sobrevivência de Londres














Durante a sua longa História, Londres já sobreviveu a:
- Aos romanos.
- Às invasões dos saxões.
- Á conquista normanda
- A João Sem Terra
- Aos barões.
- À guerra das Rosas
- A Henrique VIII
- Á Revolta de Wyatt
- À armada de Felipe (Que não consegue entrar em Londres)
- Ao Gundpowder Plot
- À guerra civil
- Á morte do Rei.
- Ao Grande fogo.
- A uma revolução.
- Á Revolução Industrial.
- Á loucura do King George
- Ao Parlamento.
- A católicos
- A protestantes
- A várias pestes e doenças (the english sweating).
- Á extrema pobreza.
- A ser capital do Império.
- Á grande depressão
- Às bombas da 2º guerra mundial.
- A Margaret Thatcher.
Londres é uma das mais importantes cidades da História. Já viu de tudo. Westminster Abby já presenciou toda a espécie de temores. Já várias vezes durante a sua História se pensou que era o fim. Os saxões pensaram-no quando os normandos invadiram. Os católicos quando Henrique VIII decidiu separar-se da Igreja, Elizabeth quando sentiu a Armada a chegar, Charles quando viu que ia ser morto, Dickens quando viu em que Londres se encontra, as pessoas no metro que ouviram as bombas a cair-lhes por cima.
Nunca acabou. Continua lá de pé, firme, a antiga capital de um império, o berço de muitas convenções, boas e más. Tenhamos fé. A História é assim. Problemática, cheia de altos de baixos. Mas Londres com a sua sabedoria sabe que isto, tal como tudo o resto, vai passar.
London goes beyond any boundary or convention. It contains every wish or word ever spoken, every action or gesture ever made, every harsh or noble statement ever expressed. It is illimitable. It is Infinite London. – Peter Ackroyd, in London: a biography.

http://aventar.eu/